Marketing Digital

Design responsivo e design adaptativo: qual a diferença entre eles?

3 Mins read

Quem apenas bate o olho pode não saber, mas existe uma diferença entre um design responsivo e um design adaptativo, ambos são muito parecidos, e possuem em tese, o mesmo objetivo: fazer as páginas da web se adaptarem aos diferentes formatos de tela. 

Ou seja, tanto o responsivo quanto o adaptativo, procuram fazer com que os mais diversificados sites, desde aqueles que falam sobre filtragem industrial até mesmo um marketplace famoso, se adaptem a todos os tipos de tela, como smartphones, computadores, tablets, televisão entre outros. 

Mas, por mais que tenham o mesmo objetivo e muitas pessoas até acabam confundindo os dois, saiba que eles possuem algumas diferenças marcantes e fundamentais, e no texto de hoje, nós falaremos justamente sobre as principais diferenças entre o design responsivo e o design adaptativo, preparado para conhecer? Então vamos lá!

O que é o design responsivo?

Desenvolvido no ano de 2010, o design responsivo diz respeito a uma técnica no qual o site é ajustado de maneira automática com base no tamanho das telas dos usuários, ou seja, ele responde se aquele site consegue se adaptar ou não a qualquer dispositivo independente da tela. 

Ele usa consultas de mídia CSS, para que suas mudanças sejam realizadas de forma efetiva, alterando os estilos justamente com base no dispositivo alvo utilizado, como a largura, altura, exibição, elementos e entre outros, fazendo com que tudo isso responda e se adapte aos dispositivos selecionados. 

Ou seja, com o design responsivo, o site é totalmente programado para se adaptar e responder qualquer tipo de tela, acompanhando a resolução do dispositivo de acesso independente de qual ela seja, se você entrar em um site sobre compressor de ar odontológico no desktop e depois no seu celular, o design responsivo irá adaptá-lo para apresentar um conteúdo de qualidade em ambos. 

E o design adaptativo, o que significa?

Já o design adaptativo usa layouts estéticos com medidas fixas que só respondem quando são inicialmente carregados, o que traz um tom menos flexível para a adaptação de telas. Ou seja, o design adaptativo, busca entender qual o tamanho da tela e apresentar o layout que melhor se encaixa com ele, tudo já feito de forma pré fixada. 

Geralmente, para que o design adaptativo seja funcional, são feitas seis larguras de tela mais comum, todas em pixels é claro, os tamanhos são: 320,480,760,960,1,200 e 1,600.

Ou seja, é preciso montar um planejamento para pelo menos esses seis tamanhos, fazendo com que seu site consiga se adaptar a todas essas opções, que são consideradas as mais comuns. Você até pode não realizar todas, mas se alguém acessar um site de 960 e você só tiver 760, então ele irá apresentar essa resolução para o usuário, prejudicando sua experiência. 

Afinal, qual a grande diferença entre eles?

Enquanto o design responsivo acompanha cada dispositivo e se adapta a ele, o design adaptativo já é pré estabelecido e não possui toda essa flexibilidade, ele já possui medidas fixas. Parece uma diferença pequena, já que o objetivo de ambos é fazer com que o site possa abrir em qualquer tela, porém, são diferenças grandes que mudam até o jeito de pensar. 

O design responsivo é recomendado principalmente na criação dos sites, ou seja, se você possui um site totalmente novo, o ideal é já programar ele através do design responsivo, para que ele consiga responder as multitelas de maneira efetiva, geralmente, esse tipo de design dá mais trabalho e gera mais tempo, por esse motivo a recomendação de fazê-lo assim que montar sua página na web. 

Já o adaptativo é recomendado para corrigir pequenas falhas e defeitos em um site pré existente, se você já vende seus motores elétricos industriais mas se restringe ao desktop, é possível usar essa ferramenta para modificar seu design de maneira levemente mais simplificada, tendo um trabalho menor do que no responsivo. 

O que achou do texto de hoje? Curtiu? Já conhecia os dois tipos de design? Se gostou do conteúdo, não se esqueça de compartilhar em suas redes sociais.

Este artigo foi produzido pela equipe do Soluções Industriais.

Postagens relacionadas
Marketing Digital

Brainstorming: O que é? Como usar para aumentar a criatividade?

2 Mins read
Com que frequência você usou o brainstorming para resolver um problema? Provavelmente, já o fez pelo menos uma vez, mesmo que não…
Marketing Digital

Qual a importância de um bom plano de negócio para sua empresa?

3 Mins read
Você sabia que no Brasil, a maioria das empresas não consegue alcançar 10 anos de vida? A cada 5 empresas, cerca de…
Marketing Digital

Páginas Pilares: o que é essa nova tendência para posicionamento?

3 Mins read
Os algoritmos do Google estão em constante mudança e é claro que, assim como eles, o SEO também é uma prática que…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *